Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Pazuello diz à PF que não sabia detalhes da compra da Covaxin

Ex-ministro da Saúde depôs hoje à Polícia Federal sobre as irregularidades na compra da vacina indiana, fabricada pela Bharat Biotech
Pazuello diz à PF que não sabia detalhes da compra da Covaxin
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Eduardo Pazuello disse hoje à Polícia Federal que não sabia dos detalhes contratuais para a compra da vacina indiana Covaxin, fabricada pela Bharat Biotech. O caso ganhou os noticiários depois que os irmãos Miranda disseram ter denunciado as irregularidades ao presidente Jair Bolsonaro.

O depoimento do ex-ministro da Saúde foi divulgado pela CNN. Pazuello afirmou que Bolsonaro o avisou verbalmente sobre a denúncia e negou que tenha falado do caso com o deputado Luis Miranda (DEM-DF).

À PF, Pazuello disse não saber muito sobre a compra da Covaxin porque “tais detalhes contratuais não passavam pelo seu gabinete, ficando a cargo das áreas técnicas, jurídicas e da fiscal de contratos”.

O ex-ministro da Saúde também afirmou que todas as negociações para compra de vacinas contra a Covid eram centralizadas na Secretaria Executiva da pasta, comandada à época pelo coronel Elcio Franco.

Além de Franco, segundo Pazuello disse à PF, participavam dessas negociações “representantes de outros setores do Ministério, tais como, Administração, Ciência, Tecnologia e Inovação, Programa Nacional de Imunização, Área Internacional, Comunicação Social”.

Sobre as notas fiscais com problemas de digitação e exigências de pagamento antecipado, o ex-ministro da Saúde disse que ficou sabendo do caso “pela televisão”.

O general finalizou seu depoimento dizendo que “nunca falou” com representantes da Precisa Medicamentos ou da Bharat Biotech.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO