Pazuello diz que, se eleições não aumentarem casos, "não podemos mais falar em lockdown"

Pazuello diz que, se eleições não aumentarem casos, “não podemos mais falar em lockdown”
Foto: Reprodução/ TV Senado

Em audiência no Congresso, Eduardo Pazuello disse que, na Europa, as pessoas já estão sendo contaminadas por uma outra cepa do novo coronavírus.

Ele afirmou:

“E, assim, as coisas vão seguindo, até nós termos a vacina e o antiviral. O que vai nos dar normalidade no futuro breve é termos a vacina e o antiviral. Sem isso, nós temos que lidar com consequências e reflexo do que acontece.”

Pazuello citou a realização das eleições municipais no Brasil:

“Se todo o processo eleitoral nos municípios, com todas as campanhas e aglomerações e eventos, se isso não causa nenhum tipo de aumento de contaminação no nosso país, então não se fala mais em afastamento social, tem que se falar em outra coisa.”

Ele continuou:

“Mas algum reflexo tem que ter tido. Porque, se isso não trouxe nenhum tipo de incremento, nós não podemos mais falar em lockdown nem nada. É claro que há um pequeno aumento por isso. Desculpe, vou usar outro termo: é claro que há uma mudança de fluxo, de linha, ela sobe. Coisas acontecem, sobe. Coisas acontecem, desce.”

Leia mais: A revista que fiscaliza TODOS os poderes e conta com os melhores colunistas do Brasil.
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 51 comentários
TOPO