Pazuello mente descaradamente de novo

Pazuello mente descaradamente de novo
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Eduardo Pazuello voltou a mentir na coletiva há pouco, ao dizer que nunca indicou cloroquina ou autorizou o Ministério da Saúde a fazer protocolos indicando medicamentos.

Uma das primeiras ações ainda como ministro interino da Saúde foi a publicação de protocolo ampliando a recomendação do uso de cloroquina para casos leves.

Além disso, recentemente a pasta de Pazuello lançou o aplicativo TrateCOV, que auxilia médicos no diagnóstico da Covid-19 e sugere a prescrição de hidroxicloroquina, cloroquina, além de invermectina, azitromicina e doxiciclina.

Pazuello também montou uma força-tarefa para orientar as unidades de saúde de Manaus a disseminar o tratamento precoce.

Em ofício, a secretária Mayra Pinheiro disse ser “inadmissível” a não adoção de antivirais recomendados pelo Ministério da Saúde.

Leia mais: Crusoé revela com exclusividade como o diretor-geral da ABIN, Alexandre Ramagem, enviava por WhatsApp para Flavio Bolsonaro os relatórios produzidos clandestinamente para orientar sua defesa no caso da rachadinha.
Mais notícias
TOPO