Pazuello "vendido"

Pazuello “vendido”
Foto: Adriano Machado/Crusoé

Quase no mesmo instante em que Jair Bolsonaro revogava, ontem, o decreto que autorizava estudos para conceder as unidades básicas de saúde à iniciativa privada, o Ministério da Saúde enviava nota ao Estadão defendendo a proposta:

“A avaliação conjunta (com a Economia) é de ser preciso incentivar a participação da iniciativa privada.”

Eduardo Pazuello, como diz o jornal, ficou “vendido”.

De novo.

Leia mais: Crusoé, a revista que fiscaliza de verdade TODOS os poderes.
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 50 comentários
TOPO