PDT aciona Supremo contra “rito acelerado” na CCJ

André Figueiredo e Afonso Motta, do PDT, acabam de entrar no STF com um mandado de segurança para interromper o que classificam de “rito acelerado” na tramitação da denúncia contra Michel Temer por corrupção ativa na CCJ da Câmara.

Eles alegam, por exemplo, que o presidente do colegiado, Rodrigo Pacheco, não acatou os requerimentos para convocar Rodrigo Rocha Loures e Joesley Batista, entre outros.

O pedido será analisado pela ministra Cármen Lúcia.

Confira aqui a íntegra do pedido.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;

Ler 18 comentários
  1. O Brasil tem pressa. Ou, 14 milhões de desempregados não exige maior celeridade? Como o salário deles é certo, assim como, suas mordomias, acham que isso não é natural.

  2. Poderíamos fazer uma campanha para cassar qualquer deputado ou Senador que se recuse a perder no voto. O “Troféu Tapetão” seria dado para aquele parlamentar que mais recorresse ao STF . Claro que Alessandro Molon e Randolfe Rodrigues não poderiam concorrer .Seriam considerados “Hors Concour”.Todos reclamam da judicialização da política , mas é fato que estes queridinhos de vocês contribuem todos os dias com esta péssima situação. Carmem Lucia não vai receber estas ações.Trata-se de assunto “interna corporis”

  3. É uma quadrilha querendo puxar o tapete da outra. Apenas em 2018 poderemos fazer algo. Esse Congresso está podre. Temos que renovar o Congresso, e só votar em quem se comprometer com a população que votará pelo fim do foro privilegiado, pela manutenção das 10 medidas, e pelo fim dos privilégios políticos.

  4. Temos dois defundos a velar agora, Temer e a morte da LAva Jato ontem Ninguem vai pras ruas? ACORDEMMM A LAVA JATO FOI SENTENCIADA ONTEM A LAVA JATO ACABOU ONTEM VAMOS PRAS RUASS

  5. É notório, desde sempre, que políticos roubam, no Brasil este método é simplesmente escandaloso e escancarado, fato apresentado, comprovados e farto de provas, admitido inclusive pelo STE, que como sempre em suas mazelas, não as quis admitir. Logo pergunto: qual a razão desses órgãos existirem? Eles não são capazes servem nem para julgar. Vamos encarcerar todos desse classe política!

  6. Acelerado? Deveria haver um rito sumário para defenestrar qualquer político corrupto, inclusive e principalmente chefes do executivo, pois como conceber ser governado por alguém pego em flagrante ato de improbidade, para se dizer o mínimo.