Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

PEC da Vingança é um desserviço, diz procuradora Ivana Farina

A intenção do presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL), é votar hoje a Proposta de Emenda à Constituição 5/2021, que impõe alterações no CNMP
PEC da Vingança é um desserviço, diz procuradora Ivana Farina
Reprodução

A procuradora de Justiça do Ministério Público e conselheira do CNJ, Ivana Farina (foto), afirmou nesta terça-feira (19) que a PEC da Vingança é um desserviço porque ela vende a ideia que órgãos de controle vão mudar o MP. 

Como mostramos, a ex-procuradora-geral da República, Raquel Dodge, defendeu nesta a rejeição da PEC. Dodge participou de uma live com a cantora Daniela e a procuradora Ivana Farina. No encontro virtual, elas debateram a importância de um Ministério Público livre e independente.

De acordo com Ivana Farina, a atividade político-partidária é proibida aos integrantes do MP. “Há um corpo de regras na Constituição na defesa de interesses sociais, dos necessitados, que demanda uma instituição forte. Tem as mazelas, mas tem servido a população brasileira”, disse

Para Ivana, quando o Estado falha no oferecimento de direitos, é o MP que é acionado. “Essa PEC não é de aprimoramento, ela pega o corpo de regras, vai no CNMP e diz: este órgão precisa ter participação politica, ter os atos controlados. Os políticos têm que se curvar a sociedade. Espero que essa votação não ocorra. Se votar, espero que seja rejeitada”, disse. 

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....