Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

PEC dos Precatórios: relator contraria Guedes e ‘carimba’ recursos para Auxílio Brasil

Equipe econômica era contra vinculação de receitas geradas por gambiarra fiscal, mas Fernando Bezerra acatou sugestão para conseguir aprovar o texto
PEC dos Precatórios: relator contraria Guedes e ‘carimba’ recursos para Auxílio Brasil
Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

Apesar da resistência da equipe econômica, o líder do governo no Senado e relator da PEC dos Precatórios na Casa, Fernando Bezerra (MDB-PE), acatou as últimas sugestões dos parlamentares e resolveu vincular os recursos que serão gerados pelo espaço fiscal para custear o Auxílio Brasil.

Além disso, essa brecha, de aproximadamente R$ 106 bilhões, servirá para bancar gastos previdenciários e outros custos do governo que são reajustados pela inflação. Com isso, o governo espera obter maior apoio de bancadas como as do PSD e MDB, que ainda tinham resistências ao texto. Senadores como Simone Tebet (MDB-MS) e Omar Aziz (PSD-AM) estavam trabalhando intensamente nos bastidores por essas mudanças.

Como mostramos ontem, a proposta não tinha apoio do time de Paulo Guedes.

Além disso, nessa reta final de negociações, o governo acatou outras sugestões como a redução do prazo máximo para pagamento de precatórios. Na versão da Câmara, a pedalada iria até 2036; os senadores, a partir de uma proposta do MDB, querem estabelecer o ano de 2026 como limite.

Leia a íntegra o parecer final da PEC dos Precatórios

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....