PEC escalonada

O governo reconheceu a derrota no caso da PEC das emendas parlamentares, que só teve seis votos contrários.

“Na avaliação do governo”, diz a Folha de S. Paulo, “a PEC vai na contramão das bandeiras de desvinculação e de austeridade defendidas pelo Ministério da Economia”.

O líder do governo no Senado, Fernando Bezerra, agora tenta escalonar o impacto que a PEC terá nas contas da União.

'Pauta bomba': mais dinheiro para emendas parlamentares e governo acuado. Saiba mais

Temas relacionados:

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

  1. Fabricio disse:

    Essa PEC só entra e vigor em 2022. Isso a imprensa não diz.

Ler comentários
  1. Candida disse:

    Análise do Alexandre Garcia vai no oposto dessa Foia. Tem no YouTube.Muito competente o A. Garcia

  2. Leonardo disse:

    Então está tudo bem para vocês , agora?Que congresso lindo...

  3. Ryu disse:

    Nas contas da União não! Nas costas dos brasileiros!

  4. Cris disse:

    que mediocridade,,, reproduzindo reportagem da folha. Tentem ser jornalistas de verdade.

    1. A cada dia, descem mais um degrau no jornalismo! E sobem mais um na futrica!

    2. Decadência total. OAntagonista está muito parecido com a Globo, demitindo os jornalistas de qualidade e contratando estagiários.

  5. KaduPR disse:

    Só teve 6 votos contrários. Isso prova que o Congresso é um ninho de ratazanas gordas do PSL, DEM, PT, PSDB,...

    1. O filho do Presidente seria um traidor da pátria ?