ACESSE

PEC paralela acolhe sugestões de Paulo Paim

Telegram

O relatório de Tasso Jereissati da PEC paralela da Previdência prevê, além da inclusão de estados e municípios nas novas regras de aposentadoria, alguns ajustes sugeridos pelo senador petista Paulo Paim.

A proposta — que depois de aprovada no Senado seguirá para tramitação na Câmara — eleva de 10% para 20% a cota de pensão por morte por dependente menor de idade.

O texto também permite acúmulo de benefícios (aposentadoria e pensão por morte, por exemplo) quando houver algum dependente com deficiência intelectual, mental ou grave. A PEC principal da Previdência determinava que o beneficiário deveria escolher o benefício maior.

O combate à corrupção pode não ser o único derrotado com decisão do STF. Os avanços econômicos serão ameaçados. SAIBA MAIS AQUI

Comentários

  • Ricardo -

    Este e o Brasil em que, infelizmente, moro.

  • Pedro_Álvares -

    Esse Paim é o estado de arte em matéria de demagogia. É um Demagogo com D maiúsculo. Para esse pilantra, o Estado deve prover a felicidade geral mas de onde sairá o dinheiro não importa.

  • Leonardo -

    Paim que nunca trabalhou dando benesses com o dinheiro dos outros... petista!

Ler 6 comentários