Janot ainda precisa explicar

Rodrigo Janot que nos perdoe, mas não há qualquer menção na denúncia contra Eduardo Cunha sobre como a Schahin entrou no contrato fraudulento do navio-sonda Vitoria 10000 e quanto levou nisso. Além de ser o negócio com maior volume de propina, uma auditoria da Petrobras indicou superfaturamento e falhas no contrato feito sem licitação. Além disso, a Schahin é notadamente inimiga de Cunha por causa de uma disputa judicial com Lucio Funaro, seu velho aliado.

Se a Schahin não entrou pelas mãos de Cunha e do PMDB, quem a colocou lá dentro? Marcos Valério já disse quem foi e a Justiça Federal confirmou que Júlio Camargo operava para José Dirceu. Camargo embolsou US$ 13 milhões de propina nos dois navios-sonda. Alguém aí acha que ele ficou com todo esse dinheiro?