Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Pedido de vista adia discussão de texto para revogar PEC da Bengala

Proposta de Bia Kicis forçaria aposentadoria imediata de Ricardo Lewandoski e Rosa Weber
Pedido de vista adia discussão de texto para revogar PEC da Bengala
Reprodução/TV Câmara/YouTube

A presidente da CCJ da Câmara, Bia Kicis (PSL-DF), acaba de conceder pedido coletivo de vista, e sua proposta para revogar a PEC da Bengala não será mais votada hoje.

“Nós temos pedidos de vista de outros deputados também, deputada Chris Tonietto [PSL-RJ, relatora da proposta], deputado Zé Medeiros (Podemos-MT), deputada Fernanda [Melchionna, PSOL-RS], então está concedido a vista coletiva”, disse Kicis, na tarde desta terça (16).

Mais cedo, os deputados da CCJ derrubaram por 26 x 19 um requerimento para retirada de pauta, de modo que o projeto que revoga a PEC da Bengala permaneceu em discussão.

A PEC da Bengala foi aprovada em 2015, quando Eduardo Cunha presidia a Câmara. O objetivo era impedir Dilma Rousseff de indicar mais ministros ao STF.

O texto elevou de 70 para 75 anos a idade para aposentadoria compulsória dos ministros de tribunais superiores.

Bia Kicis quer reverter esse limite para 70 anos. Da maneira que está redigido, seu texto forçaria imediatamente a aposentadoria de Ricardo Lewandowski e Rosa Weber, que têm hoje 73 anos.

Leia maisBia Kicis nega ‘manobra’ para Bolsonaro indicar mais ministros ao STF

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....