Pedro Corrêa, por Sergio Moro

Sergio Moro, na sentença em que condenou Pedro Corrêa a 20 anos de prisão:

“O mais perturbador em relação a Pedro Correa consiste no fato de que recebeu propina inclusive enquanto estava sendo julgado pelo Plenário do Supremo Tribunal Federal na Ação Penal 470, havendo registro de recebimentos até outubro de 2012. Nem o julgamento condenatório pela mais Alta Corte do País representou fator inibidor da reiteração criminosa, embora em outro esquema ilícito. Agiu, portanto, com culpabilidade extremada, o que também deve ser valorado negativamente.”

Pedro Corrêa é um elemento reincidente. Há outros mais graúdos.

Faça o primeiro comentário