ACESSE

Pedro Simon, eleitor de Marina: "É diabólico o que está acontecendo"

Telegram

O ex-senador Pedro Simon, que se aposentou da vida parlamentar em 2015 após mais de 50 anos de experiência na política, conversou com O Antagonista sobre o apoio do Centrão a Geraldo Alckmin.

“Estamos vivendo o apogeu do ridículo. Estamos atingindo o máximo da loucura. Daqui a 3 meses [menos do que isso] teremos uma eleição e estamos vivendo uma tragédia atrás da outra.”

Na avaliação dele, “não tem um pingo de lógica” Alckmin rodear-se de denunciados e investigados pela Lava Jato.

“É diabólico o que está acontecendo”, disparou.

“O Alckmin falar em unificação e pacificação é uma maluquice. É como se ele estivesse dizendo: ‘Esquece a roubalheira, esquece tudo o que houve, tudo o que a Lava Jato revelou e vamos aqui nos unir'”, acrescentou.

Simon também reafirmou que votará em Marina Silva, mas ponderou que acredita em um segundo turno com Jair Bolsonaro e o próprio Alckmin.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 125 comentários