Pelegos conseguem retardar demissão de servidores incompetentes

Um projeto de lei de Lasier Martins que trata da possibilidade de demitir servidores públicos incompetentes esbarrou numa estratégia, por enquanto, bem-sucedida da pelegada.

Vanessa Grazziotin, Paulo Paim e Hélio José apresentaram uma série de requerimentos à proposta, empacando, assim, a tramitação dela.

Requerimentos de autoria desses três senadores farão com que o projeto tenha de passar por pelo menos três comissões antes de ser apreciado no plenário da Casa.

O projeto em questão prevê que o Estado possa demitir funcionário público mediante avaliação periódica de desempenho.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. Almanakut Brasil disse:

    EDUARDO TOGNI - NO OLHO DA RUA NELSON CONFALONE https://www.youtube.com/watch?v=nRTl5iMgKrE

Ler comentários
  1. Animal Racional disse:

    Qualquer um que não topasse fazer parte de esquema, durante o período 2003-2012, teria sido demitido na avaliação periódica, feita dentro da máquina estatal, aparelhada pelo lulopetismo. Então precisa tomar cuidado com isso aí, muito bonitinho de falar, mas ajuda a criar monstros bitolados. Sempre existiu a ferramenta do Inquérito Administrativo para demitir servidores públicos e, se o chefe é banana demais para usar, é o chefe que precisa ser demitido, e assim sucessivamente, subindo toda a hierarquia até o topo. Até chegar ao Presidente da República. É por isso que se chama "República dos Bananas".

    1. Se o servidor público assistiu toda essa roubalheira do PT e não fez nada, não foi capaz nem de defender o seu ganha-pão, no mínimo esse servidor público PREVARICOU! No mínimo! Isso se não tiver participado da festa e agora estiver posando de vítima, de pobre coitado, de honesto e de moralista! Quem é justo não aceitaria tudo isso calado! Até porque tem a ESTABILIDADE FUNCIONAL!

    2. Mas não foi sempre aparelhado pelas esquerdas incompetentes? isso pode ser legal pois pode se livrar desta cambada em um só pós eleição, ou vc acha que de repente eles viram trabalhadores, se um esquerdista não ganhar a eleição? Em todo caso depois de perder o emprego eles podem buscar empregos na iniciativa privada, ou se preferirem irem morar na rua. Te garanto que se houver injustiça o honesto e trabalhador vai conseguir emprego na iniciativa privada e sobreviver.

    3. Parabéns pelo exposto. Pura verdade. Sempre jogam a conta suja nos servidores públicos. Mas servidor também paga imposto, e nada tem de serviço público. Esse projeto é mais uma enganação a sociedade brasileira. Fiquem atentos. Quem roubou no PETROLÃO não foi servidor público concursado. Foram os indicados pelos políticos malditos. Livre nomeação e indicação. Concurso Público para todos, de provas, títulos e avaliação médica e psicológica. Desde um auxiliar de serviços à ministro do STF.

    4. Muito pertinente seu comentário. Ademais, a estabilidade serve de garantia contra a corrupção, contra a famosa frase "você sabe com quem está falando?". Se o servidor não for estável, pode ser obrigado a se submeter a interesses não republicanos de seus superiores. E só pra finalizar, as pessoas só lembram da estabilidade, mas esquecem que o servidor público não tem direito a FGTS, ou seja, se for desligado do serviço público sai com a mão abanando, ao contrário da iniciativa privada onde esta garantia é ofertada mesmo nos casos de demissões justas.

  2. Francisco S disse:

    Eba! Vamos demitir todos os parlamentares, que não deixam de ser nossos funcionários?? Não? Afinal, não foram eleitos para virarem majestades. Se candidataram, pediram votos e foram eleitos e não empossados no reino da eternidade com reis e rainhas no castelo dos sonhos.

  3. Fenster disse:

    Sempre agiram assim , trabalhando pouco e golpeando o estado, Este José Hélio , como funcça público deve ser um tremendo de um vadio, só tem é bla ,bla. Vá trabalhar vagabundos!

  4. Francisco S disse:

    Isso inclui os fantasmas? Os apadrinhados que entraram pela janela também?Por que será que esses parlamentares não estão interessados na eficiência do serviço público? Querem deixa no padrão Dilma?

  5. Amazonas disse:

    No Amazonas Vanessa não se elegi nem para sindica.

  6. wanderlei lima disse:

    São os vadios esquerdopatas protegendo a vadiagem.

  7. O HACKER disse:

    Caco disse: 21 de setembro de 2017 às 17:59 Servidor público é sinônimo de atraso, vadiagem, ignorância, crime e corporativismo. Raça maldita. entre na conversa Para bom entendedor, basta! disse: 21 de setembro de 2017 às 18:21 Então extingua o ESTADO e voltemos a era das cavernas. Já tenho minha TACAPE e quero usá-la na testa de um MAV como tu.

  8. leonardo disse:

    Este projeto é ridículo ,existe, hoje, processo administrativo para demitir funcionário público.É tudo muito bacana aos olhos do público mas como fazer uma fiscalização em empresas ou pessoas amigas do rei?Vai ficar uma impunidade só.

  9. Kalimba disse:

    Tem que fungar em cima desse pessoal. Ganham muito mais que na iniciativa privada. Se aposentam com fundos falidos e bancados pelo povo. Ninguém sofre avaliação e quando sofre é di boa. Dos municípios a Brasília é tudo igual. Raras exceções.

  10. Baal disse:

    Isso é muito complexo. Quem avalia o avaliador? Um monte de recursos,etc.. Melhor acabar com a estabilidade de carreiras que não são de Estado e aplicar indenização para casos sem justa causa. Já com justa causa vai para a Justiça direto como acontece todo dia, basta ler o Diário Oficial. Restando somente os estáveis pela natureza de seu trabalho, policiais por exemplo, a discussão fica mais fácil.

  11. MarciaG disse:

    Esses parasitas que defendem outros parasitas devem despedir-se do Congresso, porque nunca mais colocarão os pés por lá. Não com um mandato eletivo.

    1. Comentário de pessoa desinformada. Esse projeto não é pra demitir político vagabundo. É pra perseguir servidor público que não dobre os joelhos ao chefe.

  12. Caco disse:

    Uma raça que precisa da Vanessa Graziotim para se proteger, é porque não presta mesmo. Sangeussugas do Contribuinte e vagabundos encostados no dinheiro público. Malditos sejam os servidores públicos.

    1. A questão não é tu precisar dessa sangue suga dessa grazziotin, é tu caso ser um digamos um bom funcionário pra não dizer ótimo, se tu não seguir a cartilha dessa cretina, tu estar sujeito a avaliação de má fe pra poder te demitir porque tu não joga o jogo sujo desses políticos corruptos..., isso pode ser uma arma pra políticos mal intencionados hein, tu ser avaliado por um chefe indicado por um político corruptoo., nossa e muito cruel..., tu imagina o resultado disso.

  13. Blade Runner disse:

    Escravos de Lula jogavam caxangá, tira, põe deixa ficar. Guerreiros com guerreiros fazem zig zig za.

  14. Caco disse:

    Servidor público é sinônimo de atraso, vadiagem, ignorância, crime e corporativismo. Raça maldita.

    1. Então extingua o ESTADO e voltemos a era das cavernas. Já tenho minha TACAPE e quero usá-la na testa de um MAV como tu.

  15. NABABOS DO FUNCIONALISMO PÚBLICO disse:

    O Brasil vai entrar em SHUTDOWN como entrou o Rio de Janeiro! Mas esses vigaristas acham que dinheiro nasce em árvore e que 98% da população brasileira é obrigado a sustentar esses 2% de MARAJÁS, de NABABOS do FUNCIONALISMO PÚBLICO, ganhando 10x mais que a média nacional, se aposentando cedo, com vencimento integral, sem produzir nada que preste, faltando o serviço por causa de uma dor de barriga.... Estão se lixando para 98% do Brasil que acorda cedo, pega 3 conduções para chegar ao serviço, que não tem estabilidade, pra quem ganha um salário mínimo e não tem apartamento funcional, carro, chofer, segurança, auxílio-moradia, etc... A corda está esticada e esses BANDIDOS de Brasília vão estourá-la em breve!

  16. joaoinacio disse:

    A estabilidade é a única forma de garantir a seriedade no serviço público. Sem ela os dedicados servidores estariam a mercê dos apadrinhados e indicados políticos, estes sim, sem nenhum zelo pelo bem público. Acho este site uma grande utilidade pública, mas querer descontar nos servidores me parece puro recalque, na verdade recalque é um sentimento comum às pessoas que não estão no serviço público.

    1. joaoinacio, a estabilidade funcional nunca foi capaz de frear desmandos governamentais. Então, pelo bem do país, é melhor aboli-la. Ao menos teríamos a vantagem de rapidamente enxugar a máquina pública em tempos de vacas magras e evitar desastres econômicos a cada 12 anos.

    2. Proponha o fim dos apadrinhados políticos. PELEGADA!

    3. Desculpa, mas a estabilidade do servidor público é um dos cânceres deste país, juntamente com o foro privilegiado e a indicação política pras altas cortes.

  17. Mindreader disse:

    Legal, brazucas sempre na contra mão, a meta são as cavernas...

  18. Reinaldo disse:

    Imaginem a situação dos procuradores Áurea Pierre e Ivan Marx, com necessidade de desempenho, já teriam desistido da profissão. O projeto de Lasier Martins é fundamental para que tenhamos um Brasil mais justo e com menor custo aos brasileiros.

    1. Mais um MAV do ARRUINALDO AZEDO ooooooJOYCE....eu tenho cinco empregos.....oooooJOYCE... Vai se fuder seu fdp

  19. NINJA disse:

    ESTE será o inicio da REDUÇÃO DO TAMANHO DO ESTADO. Via de regra o funcionário publico apos adquirir a ESTABILIDADE, acomoda-se , aí começam a contratar COMISSIONADOS que são os que trabalham , pois podem ser demitidos a qualquer momento. PORTANTO PARA REDUZIR O TAMANHO DO ESTADO, deve ser criado as FUNÇÕES DE ESTADO (EX. POLICIAL, JUIZ, FISCAL , ETC) - Não podem ser demitidos aleatoriamente e FUNCIONÁRIOS C.L.T. (Ex. Motorista, faxineiro, e milhares de FUNÇÕES BUROCRATICAS.

    1. Função de Estado é o K.C.T.! Juiz e fiscal de rendas são as profissões mais corruptas do país! Um passa a mão na cabeça do outro. Já viu Juiz perder o mandato por enriquecimento ilícito?

  20. Cidadão Quem disse:

    Esse projeto é mais uma bobagem de quem não sabe o que fazer com o próprio mandato. . Agora, alimenta a imprensa marron.

  21. Almanakut disse:

    TJMG julga ação que pode exonerar 12 mil servidores em Minas Gerais - 27/11/2017 Tribunal de Justiça julga ação apresentada pelo MP questionando contratações temporárias no governo de Minas, que alerta para risco de atendimento prejudicado em hospitais. https://www.em.com.br/app/noticia/politica/2017/11/27/interna_politica,919762/tjmg-julga-acao-que-pode-exonerar-12-mil-servidores-em-minas.shtml

  22. Leandro disse:

    Estudem e passem num concurso público. A iniciativa privada está cheia de competentes se locupletando com o Estado e roubando o sonho do brasileiro, juntinho com os Phds do BNDES e outros Executivos competentes, que discursam a favor do ESTADO MÍNIMO, mas adoram dinheiro público.

  23. Marcelo disse:

    Quem vai avaliar é outro funcionário público, que pode perseguir por partidarismo ou para forçar o subordinado a ser corrompido. O certo é diminuir o número de funcionários públicos.

    1. Avaliação com regras como da iniciativa privada onde a avaliação é feita em CONJUNTO ( nRH, gestor direto e acima ) e tb o avaliado AVALIANDO seu gestor, simple like that....!

  24. Zé Vital disse:

    Uma grande parte do funcionalismo nunca trabalhou. Só batem ponto e ficam enrolando.

  25. Eurico Marques disse:

    Isso nunca vai passar. tem gente que se aposentou sem levantar um papel. E tem gente que trabalha muito, como os professores, mas chega de privilégios...Pelegada tentando a reeleição.

  26. afonso Raimundo disse:

    Ha mais de 50 anos existe o Estatuto do funcionario publico que prevê a) ingresso por provas e titulos b) estagio probatorio de 2 anos com avaliaçao de desempenho periodica. c) nesse periodo pode ser demitido por má avaliaçao mais de uma vez. Depois de dois anos pode ser aberto inquerito administrstivo por improbidade e afastamento do cargo por 180 dias findo os quais se considerado inocente volta ao cargo. Se culpado é exonerado a bem do serviço publico e nada recebe de indenizaçao pois estatutario nao tem FGTS. Ou nao mais está em vigor? Ou está e o novo projeto é para o contratado? Cargo comissionado ou o "requisitado"?

  27. Carlos disse:

    Demissão de concursado já existe. Na Lei 8112/1990 existe a prática de desídia, punível com demissão. Outro dado: o número de comissionados no governo Temer AUMENTOU. Receita Federal bate recordes de arrecadação. Polícia Federal honra nosso país. E os servidores poderão agora ser demitidos assim, sem justa causa? E como fica o "FGTS", que eles não têm, pois são estatutários? Lasier, depois do choque da uva (AI AAAAAAAI), você esclerosou!

  28. Leandro disse:

    Uma perguntinha: Quantos Servidores Comissionados perderem emprego com essa crise? Quantos estão nas tetas no Estado? Temer afirmou que diminuiria dos cargos comissionados.. ele já fez? Esse projeto é para abrir vaga para os Puxa saco dos Políticos via cargo comissionado. O famoso QI, OU QUEM INDICA.

  29. Leandro disse:

    Os Polícias Federais, Juízes, Procuradores de primeira instância tem trabalho salutar. MAS QUANDO CHEGA nos indicados nas cortes superiores e no tal quinto constitucional a coisa FEDE. Assim FICARÁ O SERVIÇO PÚBLICO COM OS INDICADOS DOS POLÍTICOS .

  30. Leandro disse:

    Esse projeto é casca de banana. Demite Servidor Público para colocar apadrinhado comissionado. Infelizmente só o antagonista não vê.

  31. Fran-sp disse:

    Manda tudo para rua estes chupinhando. Temos que reduzir o funcionalismo público em todas esferas. Chega de parasitas garantidos por uma provinha ....querem ganhar a vida arrumem empregos na iniciativa privada....

    1. Façam como a Fran-SP que não conseguiu passar na "provinha".

  32. Pedro Rodrigues disse:

    Antas adoram um esquema!! Ganhar dinheiro fácil é com esse pessoal mesmo. Lástima Notamos isso também em alguns que se dizem os competentes da iniciativa privada. Provavelmente um b@ndo de imprestáveis de empresas deficitárias, dependentes do BNDES. Não tem capacidade de estudar e passar em um concurso público e ficam por ai falando asneiras. Certamente não tem capacidade para nada, a não ser agradar chefe mais incompetentes ainda. Acorda cara pálida! Já existe possibilidade de demissão no serviço publico! O que esses infelizes querem fazer é abrir possibilidade de encher o estado de comissionados apaniguados. Que gostam de esquemas como os ditos competentes que aqui escrevem. Cada uma!!

  33. Pedro Rodrigues disse:

    Antas adoram um esquema!! Ganhar dinheiro fácil é com esse pessoal mesmo. Lástima Notamos isso também em alguns que se dizem os competentes da iniciativa privada. Provavelmente um b@ndo de v@g@bundos de empresas deficitárias, dependentes do BNDES. Não tem capacidade de estudar e passar em um concurso público e ficam por ai falando asneiras. Certamente não tem capacidade para nada, a não ser pux@r saco de chefe mais incompetentes ainda. Acorda Zé Ruela! Já existe possibilidade de demissão no serviço publico! O que esses infelizes querem fazer é abrir possibilidade de encher o estado de comissionados apaniguados. Que gostam de esquemas como os ditos competentes que aqui escrevem. Cada uma!!

  34. Rapadura disse:

    A propósito, isso também serviria para parlamentares, ministros, e apaniguados políticos, ou somente para os sempre apenados pela incompetência dos sucessivos governos? Servidor Público não é bode expiatório. Se fôssemos "demitir" os políticos incompetentes, restaria uma meia dúzia deles; se muito.

  35. Jão disse:

    Será o estatuto do puxador de saco. Vai ter muito chefe que vai fazer questão de avaliar mal quem está querendo produzir. Na iniciativa privada é diferente porque se o chefe não valorizar a produtividade é ele wise ferra. É melhor privatizar o máximo e no que sobrar, acabar com a estabilidade e demitir por razões econômicas de acordo com ordens de antiguidade, por exemplo.

  36. João I disse:

    Demissão no serviço público significa justa causa, o que nunca ocorre. Um juiz ou outro agente público flagrado em corrupção é punido com aposentadoria compulsória, recebendo 100% dos vencimentos (taí, não é salários, é vencimento) e outras vantagens.

  37. Roberto Vieira Cavalcanti disse:

    Nada contra essa demissão, já fizemos o mesmo com a governanta, mas precisa ser definido quem decide quem é incompetente ou não, seus amigos serão sempre os mais competentes e os inimigos não, além do mais parece que já existe tal possibilidade e o mesmo deveria ser feito com os políticos durante o exercício do cargo, juízes e o escambau.

    1. Ah, os desuses não. Só os escarvos. PS: 90 % dos servidores serão avaliados por não-concursados.

  38. Jorge Iorio disse:

    Esses ditos senadores sao cumplices da incompetência e da burrice que assola o país. Assim, eles justificam a estupidez deles próprios.

  39. Que País é Esse? disse:

    Tem que acabar com cargo comissionado e com os cargos de livre indicação e nomeação. Aí estão os verdadeiros ASPONES. Para ser servidor público, desde o auxiliar de serviços à um ministro do STF, concurso público.