Pelo fim do imposto sindical

O deputado José Carlos Aleluia ironizou a “greve geral” anunciada pelos pelegos para 28 de abril, uma sexta-feira véspera de feriado prolongado:

“Se a CUT realmente parasse o Brasil toda vez que prometeu, o ano não teria nem começado.”

O Brasil poderia parar pelo fim do imposto sindical.