“Pena” de nós

A mulher de Sérgio Cabral, Adriana Ancelmo, usou dinheiro de propina para comprar até uma “máquina de assar frango” de quase 35 mil reais, registra a Coluna do Estadão.

Não tem vídeo do momento da entrega do bem na mansão da família em Mangaratiba, mas notícias como essa deveriam provocar “pena” de nós, pobres contribuintes.