Pepper lavou propina para Bené

Como O Antagonista revelou mais cedo, a Agnelo Pacheco usou a Pepper para repassar propina ao operador de Fernando Pimentel, o Bené.

Diz a Época, repetindo o que publicamos mais cedo:

“Em delação premiada, Danielle Fonteles contou que a sua empresa, a Pepper, foi utilizada para repassar a Benedito de Oliveira, o Bené, dinheiro referente a um contrato com o Ministério da Saúde. De um total de R$ 1 milhão que a Pepper recebeu da agência, Danielle disse ter direcionado R$ 200 mil a Bené. O contrato era de uma campanha de combate ao mosquito da dengue”.