A "pequena falta de modéstia" de Temer sobre seu legado a Bolsonaro

Michel Temer anunciou hoje os editais das últimas concessões de seu governo e que ficarão como herança para Jair Bolsonaro, registra a Folha.

“Os leilões de 12 aeroportos, quatro terminais portuários e de um trecho da Ferrovia Norte-Sul estão previstos para o primeiro trimestre de 2019.

Para Bolsonaro, que começará seu governo com um dos Orçamentos mais severos da história, sem margem de manobra de recursos, esses projetos podem render no total pelo menos R$ 3,4 bilhões em outorgas e trazer investimentos de R$ 6,4 bilhões em contratos que podem chegar a 35 anos.”

Quer mais exemplos de tentativas de minar os avanços da Lava Jato? LEIA AQUI

Temer declarou:

“Se me permitem uma pequena falta de modéstia, [o PPI – Programa de Parcerias e Investimentos] é um exemplo para a cultura do país, porque não será desfrutado pelo nosso governo. Estamos preparando para o futuro.”

O aumento salarial dos ministros do STF e o indulto natalino a corruptos também fazem parte, modestamente, da preparação para o futuro?

É só uma pergunta.

Comentários

  • jbarretoc@uol.com.br -

    Vai com passagem só de ida Temer!

  • Nilton -

    Sr. Temer.da... Você terá oportunidade e tempo de usufruir da sua 'falta de modéstia' na devida CADEIA a que será condenado breve, muito breve, mais breve do que imagina seu bandido...

  • João -

    Valeu a pergunta sobre indulto e aumento para o STF.

Ler 123 comentários