Pergunte para Alckmin

João Doria resolveu fazer uma pesquisa qualitativa sobre seu desempenho na cidade de São Paulo, diz Lauro Jardim.

Ele pode economizar dinheiro perguntando para Geraldo Alckmin, que vazou para a imprensa os números em queda do prefeito.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;

Ler 9 comentários
  1. É uma pena, pois a esperança depositada nele foi grande, mas Joãozinho vai ter que consultar mais amigos que eleitores. Não peitou as _agadas deixadas pelo Beiramar Fernandinho Malddad e, seduzido pela vaidade, quer virar estrela. Vai conjugar o verbo FU de trás pra frente, do presente ao subjetivo.

  2. Todos sabemos que o Dória é movido a pesquisa. Ele até esquece de governar a cidade de São Paulo para ler pesquisas, adora conversar com seus “astrólogos”. O Alckmin não precisa de pesquisa para ensinar o Doria corrigir o rumo da prefeitura de São Paulo. Aliás, nem vai precisar de pesquisa qualitativa por que o Alckmin conhece governo e sabe das falhas que levam a queda da popularidade do Dória.

  3. Pesquisa qualitativa não levanta números, a pesquisa que busca números é a quantitativa, não entendo o pq da perseguição contra o Geraldo pelo o antagonista com lançamento de notinhas somente para causar desgaste.

  4. O problema de Dória, apesar de não ser esquerdista, basicamente é o mesmo de Haddad. Faz parte de uma elite intelectual, política e econômica que se dissociou completamente do próprio povo e é praticamente alienígena.

    Criada nos apartamentos com ar condicionado da região da paulista/jardins, e conhecendo Paris, Londres e Amsterdam melhor que São Paulo, essa gente está mais para aqueles lagartões daquela antiga série de TV dos anos 80, “V”, do que qualquer outra coisa…

    Isso não vai acabar bem.

  5. Esse negócio de pesquisas tá tão furado no Brasil, que eu mesmo faço uma pesquisinha aqui que coloque o tio da coxinha ou o a merendeira da escola em primeiro lugar, oras! Eu já tô com saco cheio disso.