Permita-se fazer como o doutor Nogueira e dizer 'Teu c...'

Permita-se fazer como o doutor Nogueira e dizer Teu c…
Redes sociais

O médico virologista Maurício Lacerda Nogueira, professor da Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto, deu a única resposta possível aos mentirosos que publicaram no Facebook que duas pessoas haviam morrido no Brasil por causa da Coronavac. Nogueira respondeu: “Teu cu”, invertendo o endereço da mensagem habitual de Carluxo aos adversários políticos, à imprensa que fiscaliza o poder e aos cidadãos indignados que ousam criticar o governo do seu pai.

Dá para entender a perda de paciência do médico com a quantidade de cretinos que negam a gravidade da pandemia e acham que o Brasil está bem na fita, apesar da média móvel de mil mortos por dia. Que sabotam o isolamento social, o uso de máscaras e, agora, politizam as vacinas, divulgando inverdades sobre efeitos colaterais graves. Foram esses cretinos apoiadores de um psicopata que se empenharam arduamente para chegarmos a esse quadro desesperador — e que tende a piorar diante da falta de qualquer plano nacional de combate a uma doença que assola o Brasil e o mundo há um ano. Que afirmam, em defesa da cloroquina, que o paciente tem o direito de “escolher o tratamento” para a Covid-19. Ninguém escolhe tratamento para sarampo ou rubéola, por que deveria escolher no caso da doença que lota UTIs e mata indiscriminadamente, por meio de um vírus que parece se comportar de maneira customizada?

Nogueira disse ao UOL o motivo de ter perdido a paciência com essa gente: “Eu vou a um lugar e a minha opinião sobre o assunto vale tanto quanto a de outra pessoa completamente sem formação. Eu posso ficar o resto do dia discutindo com essa pessoa, com embasamento técnico, mas a qualificação não vale mais nada. Opinião agora é que vale. O ‘tiozão do zap’ é que tem mais representatividade do que as pessoas formadas”.

O sono da razão produz monstros. Estamos cercados por esses monstros surdos a argumentos científicos ou minimamente racionais. E cegos para a paisagem de devastação ao nosso redor. Permitamo-nos, assim, perder a educação por um momento e lhes dizer: “Teu cu”. Faz bem à alma.

Parabéns, doutor Nogueira.

Leia mais: Assine a Crusoé, a revista que não tem medo de apontar os verdadeiros culpados pelas mazelas brasileiras.
Mais notícias
TOPO