Personal Coaf

O gabinete de Flávio Bolsonaro empregou duas filhas de Fabrício Queiroz. Uma deles, diz a Crusoé, trabalhava como personal trainer, e passou para o gabinete de Jair Bolsonaro.

Leia aqui:

“Queiroz trabalhou com Flávio Bolsonaro por dez anos (o último salário dele estava na faixa de 10 mil reais). Sua mulher, Márcia, também foi funcionária do gabinete em 2017 (recebia 12 mil reais). Nathália, a filha personal trainer, começou a trabalhar com Flávio em 2016 e, quando deixou o cargo (salário de 9,8 mil reais), em dezembro, foi nomeada no gabinete de Jair Bolsonaro na Câmara dos Deputados (10 mil reais). Para o lugar dela, Flávio Bolsonaro nomeou outra filha de Queiroz, chamada Evelyn, com o mesmo salário (…).

Será que os militares conseguirão moderar o que acontece dentro Planalto? LEIA AQUI

De acordo com o Coaf, Nathália repassou ao pai 84 mil reais entre janeiro de 2016 e janeiro de 2017 (…). Uma pergunta cuja resposta se impõe e deverá ser considerada na investigação é como ela conciliava a profissão de personal trainer badalada de personalidades cariocas com as atividades de gabinete.”

A reportagem completa está aqui.

Comentários

  • Lucimeire -

    Os filhos do molusco barbudo movimentou milhões em suas contas e o COAF nunca suspeitou nada?? Por causa de um acessor que, nada foi provado a imprensa já deu o veredito? Lamentável!!!

  • Fuj -

    Família Fantasma assombra Bolsonaro e desaparece sem deixar vestígios.

  • Fernando -

    Agora, o X da questão é saber se Jair e Flávio tinham conhecimento dessas falcatruas ou davam carta branca pros chefes dos gabinetes.

Ler 275 comentários