Pesquisadores da UnB não encontram ‘vulnerabilidade’ nos sorteios do STF

Pesquisadores da Universidade de Brasília divulgaram um parecer sobre o sistema de distribuição de processos do STF.

No documento, detalha o Jota, afirmam que não encontraram nenhuma vulnerabilidade nem direcionamento no algoritmo e no sistema que prepara as rotinas para a distribuição das ações.

O pesquisador Henrique Costa, em entrevista ao site jurídico, disse que o algoritmo do STF é um trabalho “em construção”. A equipe recomendou, segundo ele, que a Corte publique seu código-fonte por entender que não há nenhum risco nesta divulgação.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. Marco disse:

    A UNB está na mão do PSOL e do PCdoB. Igual a UFRJ do Museu Nacional.

Ler comentários
  1. Adriana disse:

    Pode até ser. Mas UNB, UFRJ e afins não são exatamente o tipo de instituição em que a gente confia. Pelo menos não são da área de Humanas. Aí era praticamente certeza de fraude.

  2. Marcos disse:

    A melhor maneira de estudar se existe algum viés, é estudar as ultimas 1000, 5000, 10000 ... e por aí vai distribuições. É preciso estudar a estatistica de distribuição. Ela falará melhor q o

    1. A realidade falará melhor q o SUPOSTO código utilizado.Basta um simples estudo estatístico, mais fácil e rápido de realizar do q as pesquisas de itenção de voto. Me admira não terem feito aind

  3. Martins disse:

    É só pagar bem que o código é alterado. Qualquer idiota sabe disso.

  4. AntiPetralha disse:

    chamem empresas de auditoria internacionais para ver isso.

  5. MIMIMI disse:

    UNB = toca de ratos em formação esquerdopata

  6. PAULO disse:

    claro que nao ! a vulnerabilidade aqui é só uma...UNB !

  7. Ivani disse:

    O Antagonista tá ficando maus pra mim. Só tem comuna na UNB. Aliás, nas federais de araque.

  8. patricia disse:

    Acho que e' unanimidade: quando a matéria cita a UNB como auditora todo mundo desconfia automaticamente. Tudo que está público, nesse país, perdeu a credibilidade!

  9. Walter disse:

    Quem quer fazer uma 'auditoria' não chama o lobo para tomar conta do galinheiro! Só aqui nesse odnumoduclisarb! Isso não é isenção! Universidade publica, fazendo parcer no Estado kkkkk piada!

  10. KaduPR disse:

    Código bolivariano.No Brasil,o algoritmo do Supremo,das urnas eletrônicas e do pregão digital é como uma nota de 3 reais.O sistema tem de ser transparente,aberto e auditável para evitar fraudes

  11. Caio disse:

    Mas testaram a vulnerabilidade moral dos pesquisadores da UNB? Kkkkkkkkkk

  12. RobertoRJ disse:

    Considerando-se o aparelhamento das universudades brasileiras pelos comunistas, essa pesquisa da UNB nada significa.

  13. Vera disse:

    Laudo de universidade vermelha e laudo do pipoqueiro é a mesma coisa : SEM CREDIBILIDADE

  14. Vera disse:

    BOA PERGUNTA :Caio disse: 14 de setembro de 2018 às 12:09 Mas testaram a vulnerabilidade moral dos pesquisadores da UNB ?

    1. Exato! Senao fica igual a pesquisa do datafolha em que a analista chefe eh militante ativa do PT! A estatística Renata Nunes Cesar, defensora do "lula livre"

  15. GUSTAVO disse:

    o problema são as decisões monocráticas

  16. Mônica disse:

    Os pesquisadores são da UnB? Ah, tá....

  17. claudio disse:

    claro que não há vulnerabilidade. o programa nem é utilizado!