Petista rouba petista

A Braskem pagou 50 milhões de reais em propinas para a campanha de Dilma Rousseff.

O detalhe cômico é que Alexandrino Alencar sabia que o dinheiro seria desviado pelos membros do PT, para enriquecimento pessoal.