Petrobras cogita privatizar parte da estatal

Sem encontrar quem invista numa marca envolvida no maior escândalo de corrupção do mundo, a Petrobras cogita privatizar algumas de suas empresas. Segundo a Folha, seriam preservadas apenas as áreas ligadas à atividade principal da estatal (exploração, produção e refino de petróleo).

A ideia é colocar à venda as termelétricas, usinas de biodiesel e etanol, fábricas de fertilizantes, uma transportadora de gás natural e parte da Braskem. A empresa também pretende se desfazer de projetos na África, na Argentina, no Japão e nos EUA.

O objetivo é levantar US$ 14,4 bilhões para arrefecer um pouco a dívida de US$ 100 milhões acumulada pela estatal.

Faça o primeiro comentário