Petrolão PP

Os números do petrolão são assustadores de todos os pontos de vista. Apenas na diretoria de Abastecimento, sob os cuidados do PP, Rodrigo Janot contabilizou 161 atos de corrupção em 34 contratos, 123 aditivos contratuais e quatro transações extrajudiciais num intervalo de 8 anos.

A cada 18 dias, a Petrobras era depenada um pouco mais pelo PP.

Mas, perto de PT e PMDB, o PP é pequeno, é P, é PP.

Faça o primeiro comentário