Petrolão: Youssef delata André Esteves

A revista Época desta semana traz um belo furo: num dos seus depoimentos de delação premiada, o doleiro Alberto Youssef, um dos operadores do petrolão, afirma que o banqueiro André Esteves, do BTG Pactual, hoje o maior banco de investimentos do Brasil, pagou propina para que a BR Distribuidora, da Petrobras, passasse a estampar em 2012 a sua marca na rede de postos de gasolina DVBR, adquirida por André Esteves em 2008, para colocá-lo na “economia real”, e que mostrou ser um péssimo negócio.

De acordo com a revista, a BR Distribuidora pagou 122 milhões de reais à DVBR, em três parcelas iguais. A propina para que a negociata ocorresse totalizou 6 milhões de reais, pagos da seguinte maneira ao “donos do pedaço” na BR Distribuidora: 3 milhões para Fernando Collor, outra parte para Pedro Paulo Leoni Ramos e o restante a funcionários da “casa”.

Alberto Youssef conheceu o esquema de perto: foi ele o encarregado de fazer o pagamento da propina.

O BTG bebe muita gasolina

Faça o primeiro comentário