Petroquisa na mira

Com a Operação Greenwich, a Lava Jato avança na apuração de crimes praticados em prejuízo de subsidiárias da Petrobras, como a Petrobras Química – Petroquisa.

A PF diz que “as informações e provas reunidas até o momento demonstram que a Odebrecht foi favorecida na obtenção de contratos, em troca de repasses de recursos a funcionários da empresa”. As propinas eram pagas em espécie ou por meio de contas no exterior.

As contratações, claro, eram direcionadas com o estabelecimento de parâmetros que só poderiam ser atendidos por empresas da Odebrecht.

As investigações apontam para a prática de crimes como fraude em processos de contratação das empresas, corrupção, crimes financeiros e lavagem de ativos.

200