PF aponta 'pífia transparência', conluios e 'graves deficiências' no combate à pandemia em RR

No pedido de busca e apreensão contra Chico Rodrigues (DEM-RR), a Polícia Federal descreveu ao STF o quadro do combate à Covid-19 em Roraima.

Afirmou que, apesar da destinação de R$ 49 milhões para o enfrentamento da pandemia, “o tratamento da saúde dos pacientes com coronavírus ainda apresenta graves deficiências”.

O portal de transparência do estado caracteriza-se, segundo a PF, pela “pífia transparência na prestação de contas”.

Quando os investigadores buscaram informações sobre contratações, editais, atas de registro de preços e chamamentos públicos, os links levavam a uma página da Assembleia Legislativa de Pernambuco.

A PF ainda diz que as investigações apontaram “conluios” na destinação dos valores federais repassados ao estado, por meio de emendas parlamentares, para compra de equipamentos.

“Empresas contratadas são indicadas pelos próprios deputados e senadores, que monitoram muito proximamente o percurso e destino dos recursos desviados”, diz o pedido.

A delegada do caso, Luciana Caires, anexou notícias de que existe apenas um hospital em Roraima que recebe pacientes com o novo coronavírus, com apenas 20 leitos com respiradores e outros 18 leitos semi-intensivos.

Leia mais: Os leitores de O Antagonista não agonizam com polêmicas fake.
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 14 comentários
TOPO