PF atribui a Rodrigo Maia lavagem de dinheiro e ‘caixa 3’ da Odebrecht

Telegram

Relatório conclusivo da PF atribuiu a Rodrigo Maia os crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e caixa dois em investigações baseadas na delação da Odebrecht, informa Fausto Macedo.

Segundo a PF, Maia –identificado como “Botafogo” na planilha da empreiteira– e seu pai, Cesar Maia, praticaram crime eleitoral ‘na modalidade ‘caixa 3’ ao apresentar apenas as informações de cunho estritamente formal das doações repassadas por empresas interpostas, quando o verdadeiro doador era o Grupo Odebrecht”.

O relatório também acusa o presidente da Câmara e seu pai de lavagem de dinheiro nas eleições de 2010 e 2014, para “legitimar o recebimento de valores indevidos com as doações eleitorais feitas pelo Grupo Petrópolis”. Maia vem negando as acusações.

Comentários

  • Fernando -

    Cadeia nesse Bandido!! o Alcolumbre não ta no meio não ?? podia levar ele junto

  • gilberto -

    Maia precisa se licenciar da presidência da camara, não pode a casa ser presidida por um investigado com fortes indícios de ter cometido ilícitos.

  • Luis -

    Será que ainda precisa explicar porque tanta necessidade de o Maia de se contrapor ao Governo(com apoio da mídia) e apoio a lei de abuso de autoridade? Se o Brasil fosse são não teria poder

Ler 181 comentários