PF chega à PTlândia

Hortolândia, ali do ladinho de Campinas, virou alvo nesta de uma operação da PF chamada Fio da Meada. Na verdade, o alvo é o prefeito Antônio Meira, que em outubro do ano passado sentou-se ao lado de Lula numa plenária do Sindicato dos Bancários. Meira é acusado de falsificar sua declaração de bens à Justiça Eleitoral. Também é alvo de ação do Ministério Público por improbidade administrativa.

Administrada pelo PT desde 2005, Hortolândiaganhou o apelido de PTlândia. Na eleição de 2014, foi o único município paulista em que Alexandre Padilha superou Geraldo Alckmin. Padilha, aliás, é chamado por Meira de “ministro parceiro”. Quando comandou a Saúde, Padilha enviou para a PTlândia 27 médicos cubanos. A cidade recebeu R$ 200 milhões em recursos federais para a construção de quase 3 mil unidades do Minha Casa Minha Vida, três UPAs e obras do PAC.