PF conclui novo inquérito contra Pimentel

A Polícia Federal, informa a Época, concluiu mais um inquérito da Operação Acrônimo contra Fernando Pimentel.

O novo inquérito aponta que a agência Pepper foi usada para captar ilegalmente R$ 1,5 milhão, por caixa dois, para a campanha do atual governador de Minas ao Senado, em 2010.

A dona da Pepper, Danielle Fonteles, e a mulher de Pimentel, Carolina de Oliveira, entre outros, foram indiciados por falsidade ideológica. O indiciamento do governador –que tem foro privilegiado– vai depender de autorização do STJ.

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Ler mais 14 comentários
  1. Tá tranquilo, tá favorável para ORCRIM. Tanto STF, quanto STJ, TSE et caterva são MAMÃO COM AÇÚCAR pra bandidagem. É só apresentar a senha que pode ser : pixuleco, dim dim, propina, abacate, limão, cafezinho e tantos outros quitutes de diferentes quilates.

  2. O companheiro Pimentel, velho de guerra dos anos 70, estão sendo PERSEGUIDO pela banda tucana da PF e MPF, tal qual o HERÓI DO POVO, Lula da Silva!!! O objetivo é o mesmo: IMPEDIR A CANDIDATURA, TANTO DE LULA, QUANTO DE PIMENTEL!! No pasarán!!!!!!!

    1. Cara
      Este “estao sendo perseguidos” mostra q vc é petralha total. Aprendeu a escrever com o Novededos. Só pode!

  3. CONCLUIU O INQUÉRITO , A TÁ, E VAI DAR EM QUE: EM NADA!!!!!!! MAIS, E MAIS FOFOCAS DA IMPRENSA QUE NÃO SERVE PRA PORCARIA NENHUMA, E A JUSTIÇA COMPRADA, E OS POLITICOS CANALHAS!!! VÃO TODOS VOCÊS SE FU……………………………….!!!!!!!! DER!!!!!!!

  4. Nossa se o STJ tirar o foro desse safado para valer, vamos começar a ter justiça. Ou vai ter que passar pelo crivo da câmara como o caso do Aécio? Se for, não tem graça nenhuma…