ACESSE

PF conclui novo inquérito contra Pimentel

Telegram

A Polícia Federal, informa a Época, concluiu mais um inquérito da Operação Acrônimo contra Fernando Pimentel.

O novo inquérito aponta que a agência Pepper foi usada para captar ilegalmente R$ 1,5 milhão, por caixa dois, para a campanha do atual governador de Minas ao Senado, em 2010.

A dona da Pepper, Danielle Fonteles, e a mulher de Pimentel, Carolina de Oliveira, entre outros, foram indiciados por falsidade ideológica. O indiciamento do governador –que tem foro privilegiado– vai depender de autorização do STJ.

Comentários

  • Carlos -

    Depende das meninas do STF? Bom para Pimentel.

  • Delcinir -

    STJ? Thau

  • -

    Tá tranquilo, tá favorável para ORCRIM. Tanto STF, quanto STJ, TSE et caterva são MAMÃO COM AÇÚCAR pra bandidagem. É só apresentar a senha que pode ser : pixuleco, dim dim, propina, abacate, limão, cafezinho e tantos outros quitutes de diferentes quilates.

Ler 15 comentários