Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

PF cumpriu mandados nas casas de 3 conselheiros do Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul

Policiais também foram aos escritórios dos três integrantes da corte: Ronaldo Chadid, Waldir Neves e Osmar Jerônimo
PF cumpriu mandados nas casas de 3 conselheiros do Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul
Foto: Adriano Machado/Crusoé

A operação deflagrada hoje pela Polícia Federal em Mato Grosso do Sul mirou casas e escritórios de três conselheiros do Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul: Ronaldo Chadid, Waldir Neves e Osmar Jerônimo.

Os conselheiros são investigados pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.

Um dos imóveis está localizado na Rua Uberlândia, no Bairro Itanhangá, área nobre de Campo Grande. Lá funciona atualmente uma organização não-governamental, mas já estiveram registrados nesse endereço um escritório de advocacia e uma agência de publicidade.

Outro endereço onde a PF cumpriu ordens foi uma casa localizada na Rua Manoel Inácio de Souza, no Jardim dos Estados, também em Campo Grande. No endereço funciona a Mineradora Betione, a empresa Neves e Barbosa Advogados Associados e um escritório do corretor de imóveis Vanildo Neves.

Neves, que é irmão do conselheiro Waldir Neves, foi vereador e vice-prefeito de Aquidauana (MS).

O terceiro endereço foi o Edifício Dorsay, na Rua Antônio Maria Coelho. Lá vive Ronaldo Chadid e o irmão do Osmar Domingues Jeronymo, que atuou como secretário do ex-governador André Puccinelli (MDB).

Leia mais: Assine a Crusoé e apoie a o jornalismo independente.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO