PF investiga transações de vice da Aliança com marqueteiro

PF investiga transações de vice da Aliança com marqueteiro
Foto: reprodução rede social

No inquérito sobre organização e financiamento de atos antidemocráticos, a Polícia Federal passou a investigar transações suspeitas do advogado Luís Felipe Belmonte, vice-presidente do Aliança pelo Brasil, para empresas do marqueteiro bolsonarista Sergio Lima.

Em depoimento no dia 20 de outubro, revelado pela CNN Brasil, Belmonte confirmou transferências que somam R$ 805 mil para a HH Cosmético e Perfumes (atual Inclutech) e para a S8 Sampa, empresas de Sergio Lima.

Ele disse que os valores foram pagos para criação de site e administração de suas redes sociais. O dinheiro saiu de contas pessoais e de seu escritório de advocacia.

Há ainda outra transferência de R$ 1,5 milhão de sua conta para Lima, que Belmonte disse ser um empréstimo para ajudar a S8 Sampa. O dinheiro foi transferido em 2019 e segundo o advogado, servia para instalar a empresa de publicidade no Distrito Federal.

“Essas operações foram feitas em maio de 2019, tratando de assuntos comerciais privados, sem nenhuma relação com Bolsonaro, movimentos ou com o Aliança. Nem conhecia Bolsonaro pessoalmente e nem se cogitava, naquele tempo, criação de Partido ou movimento de apoio ao Presidente”, afirmou o advogado à PF.

Leia mais: A revista que fiscaliza TODOS os poderes e conta com os melhores colunistas do Brasil.
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 42 comentários
TOPO