ACESSE

PF na cola de 10 a 12 deputados bolsonaristas

Telegram

Conduzido por Alexandre de Moraes, o inquérito inconstitucional das Fake News, que censurou nosso site, vai acabar alimentando o inquérito sobre a carreata inconstitucional bolsonarista, que também é conduzido por Alexandre de Moraes.

Segundo Merval Pereira, o primeiro inquérito “já tem uma relação de 10 a 12 deputados bolsonaristas, mais empresários, que tiveram o sigilo quebrado, e a Polícia Federal estava a ponto de fazer busca e apreensão em seus endereços quando veio a quarentena.

Com o novo inquérito, dificilmente vai dar para parar a investigação, que já teria identificado o chamado ‘gabinete do ódio’ que funciona no Palácio do Planalto como a origem das fake news, e poderão surgir dados que liguem esse grupo palaciano, coordenado pelo vereador Carlos Bolsonaro, à organização dessas manifestações ilegais (…).

A investigação original é sobre o STF, mas há indícios de que está tudo ligado. A Polícia Federal deve manter os mesmos policiais que já estão trabalhando no inquérito das fake news, para dar mais agilidade às investigações.”

Deve ser por isso que Jair Bolsonaro quer trocar o diretor-geral da PF.

Leia também: DEM x Bolsonaro

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 133 comentários