PF não vê envolvimento de Tarcísio em corrupção no Dnit

PF não vê envolvimento de Tarcísio em corrupção no Dnit
O ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, participa de audiência pública na Comissão de Serviços de Infraestrutura do Senado.

Em nota, a Polícia Federal afirmou que, até o momento da Operação Circuito Fechado, deflagrada no último dia 3, “não existiam elementos suficientes” de envolvimento de Tarcísio de Freitas num esquema de corrupção que desviou ao menos R$ 40 milhões no Dnit.

A investigação analisa contratos assinados pelo atual ministro da Infraestrutura entre 2012 e 2014, quando ele era diretor do órgão. Os investigadores dizem que não há provas da prestação dos serviços contratados.

Na nota, a PF informou que, por meio de ofício, Tarcísio prestou esclarecimentos sobre as circunstâncias da assinatura do contrato.

“Diversas medidas cautelares, como quebras de sigilo, mandados de busca e prisões foram autorizadas pela Justiça e cumpridas pela PF no decorrer da investigação que ainda prossegue”, diz a nota.

A PF deveria dizer se, depois da operação, algo contra o ministro foi encontrado.

Leia mais: Damares vice de Bolsonaro em 2022?
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 27 comentários
TOPO