PF ouve integrantes do 'gabinete do ódio' sobre atos antidemocráticos

PF ouve integrantes do gabinete do ódio sobre atos antidemocráticos

A investigação sobre a organização e o financiamento de atos antidemocráticos se aproxima cada vez mais do Palácio do Planalto, relata Fabio Serapião na Crusoé.

No último dia 9, a PF ouviu José Matheus Sales Gomes e Tércio Arnaud Tomaz, assessores de Jair Bolsonaro, e o major Mauro César Barbosa Cid, ajudante de ordens do presidente.

Tércio (na foto com Bolsonaro) e Matheus integram o chamado “gabinete do ódio” instalado dentro do Planalto, que cuida das redes sociais do presidente sob a supervisão de Carlos Bolsonaro.

LEIA AQUI a reportagem da Crusoé; aproveite para assinar a revista e apoiar o jornalismo independente.

Leia mais: CENSURA À IMPRENSA: O EXEMPLO QUE VEM DO SUPREMO
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 22 comentários
TOPO