Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

PF pede prisão preventiva do padre Robson de Oliveira

A solicitação foi feita devido a um suposto áudio que indicaria a compra de sentença favorável ao religioso na Justiça de Goiás
PF pede prisão preventiva do padre Robson de Oliveira
Foto: Reprodução

A Polícia Federal enviou ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) um pedido de prisão preventiva contra o padre Robson de Oliveira Pereira (foto), que foi reitor do Santuário Divino Pai Eterno, em Trindade, município de Goiás. A informação foi confirmada pelo advogado dele, Cleber Lopes.

A solicitação foi feita na última quarta (17). O relator do caso é o ministro Benedito Gonçalves. Segundo o Metrópoles, há informações na PF de que o padre teria deixado o estado depois que a representação foi protocolada. A defesa não confirma.

O pedido de prisão foi feito devido a um suposto áudio que indicaria a compra de sentença favorável ao religioso na Justiça de Goiás. O advogado Cleber Lopes afirmou, em entrevista ao site, que o pedido não tem base jurídica“.

“Encontraram diálogos que suspostamente foram aprendidos na Operação Vendilhões. Segundo eles, revela a corrupção no TJ-GO. Tem diálogo do advogado que fala com fulano que sugere pagamento de vantagem no tribunal. Diálogo de advogado em processo cível, no caso da fazenda. Pegaram o diálogo e apontaram crime de corrupção. A representação pela prisão foi colocada no sistema e antes de a gente imprimir entrou no sigilo“, argumentou.

O padre Robson de Oliveira foi denunciado pelo Ministério Público de Goiás por organização criminosa, apropriação indébita, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro doado por fiéis à Associação Filhos do Pai Eterno (Afipe). De acordo com o órgão, o prejuízo à associação chegaria a mais de R$ 100 milhões. A denúncia é decorrente da Operação Vendilhões.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO