ACESSE

PF pegou o "homem da mala" de Gleisi

Telegram

Dentre os alvos de condução coercitiva, listados no post anterior, destaque para Zeno Minuzzo, ex-tesoureiro do PT no Paraná e um dos beneficiários da propina do “Fundo Consist”.

Minuzzo já foi personagem de O Antagonista.

Ele foi chefe de gabinete de Paulo Bernardo quando deputado. Depois, ficou com seu suplente Dilto Vitorassi – quando PB virou ministro. Em seguida, Minuzzo passou ao gabinete de André Vargas e se tornou oseu tesoureiro na presidência do PT Paraná.

No passado, ele usou as redes sociais para atacar Sérgio Moro.

O “homem da mala” de Gleisi atacou Moro

Brasil 25.08.15 18:36

Zeno Minuzzo, o homem da mala de Gleisi Hoffmann e Paulo Bernardo, criticava até semanas atrás o trabalho do juiz Sérgio Moro. Ele chegou a postar em seu perfil no Facebook um artigo publicado pelo blog “O Cafezinho” acusando Moro de receber propina da Globo.

A PF mostrou hoje que Minuzzo tem categoria para falar sobre propina. Ao caluniar Moro, ele apenas externou seu medo de ser descoberto.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Seja o primeiro a comentar