PF prende ‘futuro secretário’ de Helder Barbalho

No âmbito da Operação Partialis, a mesma que procura o presidente do PROS, a Polícia Federal prendeu hoje preventivamente João Salame Neto (PP), apadrinhado da família Barbalho no Pará.

Salame foi prefeito de Marabá e, no ano passado, assumiu a direção do Departamento de Atenção Básica do Ministério da Saúde, por influência dos Barbalho e em razão de um acordo com o PP, que comanda a pasta.

Helder Barbalho, ex-ministro de Michel Temer e candidato ao governo do Pará — ele está no segundo turno contra Márcio Miranda (DEM) –, já havia anunciado João Salame como seu futuro secretário de Saúde, caso eleito.

João Salame é irmão de Beto Salame, deputado federal — também do PP — que não conseguiu se reeleger.

Helder e Salame

Bolsonaro x Haddad: o que a grande imprensa não conta para você está AQUI

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 41 comentários
  1. Prestigiem a Lava Jato. Ajudem a drenar o pântano a fim de combater a malária. Os eleitores abateram diversos vampiros e zumbis, mas alguns escaparam ilesos. Lava Jato neles! Limpeza, já!

  2. Não tenho certeza, mas parece que os árabes, sem ser preconceituoso, estão dominando o nosso país, vejam o sobrenomes dos políticos que dominam. Algum repórter poderia correr atrás?? Esclareça

  3. Então a Saúde do PA será do “jornalista” J.Salame Neto(entende tudo de) por conta doutro safado Barbalho? Povo do Pará vai continuar com esta quadrilha enquanto nós outros estamos consertando o