PF prende quatro por venda de decisões judiciais no Rio de Janeiro

A Polícia Federal deflagra nesta manhã a segunda fase da Operação Plantão, que combate organização criminosa que vendia decisões judiciais no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.

Ao todo, 60 policiais cumprem 15 mandados de busca e apreensão e quatro de prisão temporária no Rio de Janeiro e em Santa Catarina.

Segundo a Polícia Federal, a venda de sentenças beneficiava milicianos e investigados por crimes de corrupção e tráfico de drogas.

Na primeira fase, em setembro de 2019, a PF prendeu o desembargador Siro Darlan e outras seis pessoas. A operação de hoje é realizada para avançar na investigação de novas provas, encontradas em documentos apreendidos no ano passado, que fazem referência ao pagamento de R$ 1 milhão como vantagem indevida para a soltura de investigados.

Mais lidas
  1. PDT acusa Bolsonaro de peculato por compra de leite condensado

  2. ENTREVISTA: Wilson Lima diz que Pazuello ajuda a 'agilizar demandas', mas que 'ainda falta oxigênio'

  3. Justiça Federal suspende distribuição da vacina de Oxford em Manaus

  4. Sobra leite condensado, falta transparência do governo

  5. Governo já pagou 1 bilhão por IFA de vacinas da AstraZeneca

Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 28 comentários
TOPO