ACESSE

PF quer "policiamento ostensivo" em local de atentado contra índios

Telegram

Investigadores da PF se reuniram neste domingo com representantes da Funai, da PRF, da PM do Maranhão e do governo do estado “a fim de elaborar estratégias de busca e policiamento ostensivo na região”, diz o Estadão.

Ontem, como noticiamos, dois índios da etnia Guajajara foram assassinados, vítimas de um atentado na BR-226.

O crime aconteceu entre as aldeias Boa Vista e El Betel, na cidade de Jenipapo dos Vieiras (a 506 quilômetros de São Luís).

Em nota, a Funai diz que acompanha atentamente as investigações sobre o crime.

“A Funai informa que está atenta acompanhando de perto todas as investigações que estão sendo realizadas pela Polícia Federal, para que os fatos sejam esclarecidos e os culpados sejam identificados e presos”, diz o comunicado.

Até agora, apesar das buscas feitas pelos policiais na região, ninguém foi preso.

O trecho da BR-226 que havia sido bloqueado já está liberado.

A delação que pode começar a revelar as entranhas do Judiciário. Saiba tudo

Comentários

  • Alexandre -

    Aqui no MT se não pagarem "pedágio" aos "índios" você não passa pela rodovia e se tentar leva facadas

  • Elielton -

    moro em um município próximo de onde ocorreu isso, a realidade é que os motoristas que passam pela região, constantemente são obrigados a pagar pedágios para os indígenas fora os assaltos.

  • Jonas -

    Indios que cobram pedágios nas estradas construídas pelo governo? Não precisa matar, mas uma surra todo dia ajudaria bastante essas vítimas!

Ler 9 comentários