Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

PF suspeita de 'manutenção de recursos espúrios' para Lula no BTG e ação para obstruir cooperação da Suíça

Num dos pedidos de busca e apreensão contra André Esteves, o delegado Filipe Pace lista detalhes do que os agentes devem procurar, como registros, livros contábeis, agendas, ordens de pagamento, cartas e atas de reunião – inclusive mantidas por secretárias do banqueiro.

Um dos objetivos é encontrar qualquer indício de “eventual manutenção de recursos espúrios dentro da estrutura da holding (do BTG) para Lula, suas empresas, e/ou familiares”.

A PF busca provas sobre “eventual oferecimento de vantagens a Maria das Graças Foster, consistente em apoio do BTG Pactual para retirada de João Carlos de Medeiros Ferraz da presidência da Sete Brasil e para posterior controle conjunto da empresa pelo banco e pela Petrobras”.

Busca-se qualquer documento que se refira a “eventual auxílio prestado por André Esteves à Odebrecht para obstruir o trâmite de cooperação jurídica internacional entre Suíça e Brasil”, o que pode ter “consistido em ações junto ao DRCI/MJ e/ou ações junto a veículos da imprensa para tentar imputar crimes de violação de sigilo a autoridades envolvidas na cooperação jurídica”.

A Lava Jato também quer saber sobre eventual “relacionamento criminoso” de Esteves com Eduardo Cunha (evitar intimações e requisições da CPI da Petrobras), José Carlos Bumlai (operações comerciais), Guido Mantega (informações privilegiadas do governo e do BC), além de “eventual formação e manutenção de fundo” para “suporte financeiro à revista Carta Capital – a pedido de Lula.

Está na mira da PF ainda “eventual relacionamento” entre André Esteves, Marcelo Odebrecht e Nelson Jobim.

Lula em presídio comum: forças de Brasília aproveitam o episódio para tentar brecar investigações contra a corrupção. CONFIRA AGORA
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO