PF suspeita que ex-deputado tenha mandado matar Marielle

Trecho do inquérito da PF que investiga a obstrução da investigação sobre a morte de Marielle Franco cita o ex-deputado estadual Domingos Brazão entre os suspeitos de ser um dos mandantes do crime, informa a Folha.

A PF investiga o trabalho da Polícia Civil a pedido de Raquel Dodge, após surgirem suspeitas de que haveria ações para desviar o foco das investigações.

Ex-emedebista e conselheiro afastado do TCE-RJ, Brazão foi alvo de um mandado de busca e apreensão cumprido por agentes da PF no último dia 21 de fevereiro.

Em junho do ano passado, ele chegou a prestar depoimento na delegacia de homicídios e negou ter qualquer relação com o caso.

A CARTA NA MANGA PARA MATAR A LAVA TOGA SAIBA MAIS AQUI

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 77 comentários
  1. O matador pesquisou vários ligados a direitos humanos. O mandante como disse Lula fez para provocar estes movimentos. Logo não interessava a direita ou centro. Só as esquerdas. Tá frio

    1. O Bolsonaro sobreviveu e foi eleito presidente, chefe da PF e do Sérgio Moro. Tem todos os poderes e segurança. Cada coisa…

    1. Pra ver a jumentice desse comentário: O Bolsonaro é o chefe do Sérgio Moro e da PF, e dos Militares e da ABIN. Esse comentário está dizendo q ele é incompetente para descobrir quem tentou matá-

  2. A cada declaração da Hoffman fico mais convencido de que não há onde o Pt tenha posto suas mãos não tenha sujeira. E so afirmar que se investiga assunto x que ela já vem dizendo que é uma arma

    1. A mesma ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA que ASSALTOU os cofres públicos brasileiros, e que, DEZENAS DE MILHÕES de brasileiros sabem quem são, e a justiça finge não saber.

    1. Houve um crime precisa ser esclarecido. Isso é uma coisa. O problema é a esquerda que até hoje promove uma grande micareta sobre o túmulo da moça.

  3. Quem mandou Adélio esfaquear Jair Bolsonaro? Quem pagou os advogados de Adélio. Melhor ainda, que custeou despesas de Adélio antes do atentado? Sem respostas. Calaram as investigações.

    1. Vê a jumentice dos comentários dos caras. O Bolsonaro é o chefe de estado. Tem toda a máquina estatal a mando dele. Esses minions… Eu não sei se eu tenho raiva ou pena.

    2. Acredito q o seu ídolo é o chefe do Sérgio Moro e da Polícia Federal. Fora a ABIN e as FFAA. Está chamando o Bolsonaro de incompetente?

  4. Certamente, e infelizmente, Marielle vale muito mais morta do que valia quando estava viva! Isso é um FATO! Quantos não estão lucrando com a morte dessa moça? Quem matou a moça foi gente conhecid

  5. Pois é, segundo a PF, esse tal Domingos Brazão, é suspeito de “plantar uma testemunha” para incriminar o Vereador Marcelo Siciliano (PHS)seu adversário político, aonde chegamos?

    1. Estou na onda de foi pelos direitos humanos. Esquerda ou direita. Crime de contra revolução encomendado para ganhar voto. Pesquisem

    2. MDB é do Temer, que foi vice da Dilma. A imprensa agora tá caladinha, só botando essa notícia em nota de rodapé. O próprio Antagonista omitiu o partido do cara. Por que será?

  6. Caramba!!! E agora, José? Como a mídia vai fazer para ligar esse cara com o Bolsonaro? Como sustentar a narrativa? Amanhã a Folha divulgará que o sobrenome Brazão começa com B de Bolsonaro!!!

    1. Bem isso, ou uma hipótese do tataravô do Bolsonaro ter namorado a tataravó deste deputado! Mídia ” ISENTONA” e perseguindo o novo governo!

  7. Pra mim isso foi obra de alguém que lucraria com a morte da moça. Coisa do próprio partido. Esse Brazão era muito grande pra querer eliminar uma mera desconhecida sem relevância alguma.

    1. @Vergil realmente a atuação da vereadora era muito pífia. Por falar em pífia como foi a atuação do seu “mito” em 27 anos como deputado?

    2. A moça, que diziam representar as comunidades (leia-se favelas), foi eleita com os votos dos cheiradores que moram de frente para o mar

    3. Os esquerdopatas fizeram dela um ícone, como costuma acontecer com qualquer membro da esquerda que morre: vira martir da luta pela causa esquerdopata. Marketing é tudo, realidade é nada.

    4. Essa mulher era uma insignificante, seja como pessoa ou como política. Era um zero à esquerda que ganhou fama depois que morreu. Ela era uma reles vereadora, com atuação pífia na Câmara.

    1. O fato da vítima ter sido uma política, não torna o homicídio um crime eleitoral. Homicídio é crime doloso contra a vida. Competência do Juri.

    2. Entendi a sua crítica ao supremo mas acho que este não é o caso, seria o mesmo falarmos de mandarem a investigação da facada do nosso Presidente para a Justiça eleitoral

  8. Vichi e agora, tinha gente querendo que essa morte tinha relação com o presidente, por falar nisso, quem mandou matar bolsonaro, e teori, e celso daniel, oh calma, eu só perguntei.