ACESSE

PF tem provas do ataque de hacker a Moro

Telegram

“A PF tem elementos de prova de que um hacker tentou se passar pelo ministro Sergio Moro e mandou mensagens para terceiros em nome do ex-juiz da Lava Jato”, diz o Estadão.

“Um dos elementos é uma mensagem enviada no dia 4 de junho a um funcionário do próprio gabinete de Moro, depois de ativar uma conta do Telegram – aplicativo de troca de mensagens via internet.”

A reportagem reproduziu a tela do celular:

Pergunta a Glenn Greenwald, do Intercept: publicar mensagens obtidas de forma ilegal, como as de Moro, não compromete o jornalismo? CONFIRA

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 43 comentários