Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Pfizer procurou embaixada do Brasil em busca de resposta sobre ofertas de vacinas

A informação consta em um documento sigiloso enviado à CPI da Covid
Pfizer procurou embaixada do Brasil em busca de resposta sobre ofertas de vacinas
Foto: Marcos Corrêa/PR

Um documento sigiloso enviado à CPI da Covid indica que a Pfizer procurou a embaixada brasileira em Washington (EUA) no dia 27 de agosto de 2020, porque suas ofertas de vacinas não haviam sido respondidas, diz a Globo.

A informação foi repassada pela embaixada ao Itamaraty, que tomou conhecimento no dia seguinte.

A comunicação da embaixada afirma que “dirigentes da Pfizer ressaltaram ao Posto a importância de que o governo brasileiro manifeste interesse pela compra da vacina até 29/8, com base em proposta comercial apresentada aos Ministérios da Saúde e da Economia em 14/8.

A empresa também disse às autoridades brasileiras que devolveria o dinheiro caso não entregasse as vacinas.

Até a Pfizer procurar a embaixada, a empresa já havia apresentado propostas em três ocasiões ao Brasil: em 14, 18 e 26 de agosto de 2020.

Leia mais: Guedes e seu ideário foram inteiramente soterrados pelos planos de sobrevivência política do presidente da República e da sua própria reeleição
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO