Pfizer recusa condições de Bolsonaro para vender vacina ao Brasil

Pfizer recusa condições de Bolsonaro para vender vacina ao Brasil
Foto: x3/Pixabay

A Pfizer informou a senadores nesta segunda (22) que não aceita as exigências feitas até agora pelo governo para vender sua vacina ao Brasil.

A farmacêutica quer que o governo assuma a responsabilidade por eventuais demandas judiciais decorrentes de efeitos adversos do imunizante, uma vez concedido o registro pela Anvisa.

A Pfizer pediu à Anvisa o registro da vacina em 6 de fevereiro.

Executivos da Pfizer tiveram uma reunião com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, e o senador Randolfe Rodrigues.

Além do Brasil, apenas Argentina e Venezuela recusaram as condições da Pfizer.

Leia mais: Assine a Crusoé, a publicação que fiscaliza TODOS os poderes da República.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO