PGR apura se GSI ajudou defesa de Flávio

PGR apura se GSI ajudou defesa de Flávio
Foto: Reprodução/TV Band

A Procuradoria-Geral da República informou ao STF que instaurou uma “notícia de fato”, para fazer uma apuração preliminar sobre a suspeita de que o GSI e a Abin ajudaram a defesa de Flávio Bolsonaro no caso da rachadinha.

“Caso, eventualmente, surjam indícios razoáveis de possível(is) prática(s) delitiva(s) por parte dos noticiados, será requerida a instauração de inquérito nesse Supremo Tribunal Federal”, diz manifestação, assinada por Augusto Aras e enviada a Ricardo Lewandowski.

Em outubro, a revista Época revelou que advogadas do senador se reuniram com Augusto Heleno e Alexandre Ramagem, no Palácio do Planalto, para apontar supostas irregularidades na investigação da Receita que alimentou o inquérito da rachadinha.

Ainda segundo a revista, a defesa pediu formalmente ao GSI uma “averiguação” nos sistemas de Fisco, por meio do Serviço Federal de Processamento de Dados. O GSI negou ter feito qualquer apuração.

O caso chegou ao STF porque a deputada Natália Bonavides (PT-RN) pediu a instauração de inquérito sobre Flávio Bolsonaro, Augusto Heleno e Alexandre Ramagem.

Leia mais: Assine a Crusoé, a publicação que fiscaliza TODOS os poderes da República.
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 55 comentários
TOPO