ACESSE

PGR contesta pedido de Lula para suspender processo do instituto

Telegram

A subprocuradora Lindôra Maria Araujo, chefe da Lava Jato na PGR, pediu a rejeição no STF de um pedido de Lula para suspender o processo do instituto, que está pronto para uma sentença na 13ª Vara de Curitiba.

A defesa aponta adulteração nos arquivos da Odebrecht usados como prova do pagamento de propina de R$ 12 milhões para um terreno do Instituto Lula em São Paulo e de um apartamento.

Citando a perícia da PF, que confirmou a integridade dos dados utilizados na ação, Araujo afirmou que os advogados de Lula querem “confundir as autoridades judiciárias”.

“As afirmações da defesa de que os dados foram integralmente ‘trabalhados’ pela Odebrecht e que não há garantia da preservação da prova apreendida pelas Autoridades Suíças são infundadas e não possuem respaldo técnico”, afirmou.

Peritos da PF contestam defesa de Lula no caso do instituto

Defesa de Lula entrega novas alegações e tenta travar sentença na ação penal do Instituto

Leia também: A PF concorda com Lula: Lulinha é um "fenômeno" dos negócios...

Comentários

  • Leonildo -

    Daqui a pouco stf do gilmar libera esse larápio...

  • PAULO -

    O Brasil perde tempo precioso com criminosos prestigiados pela parcela do STF pró- corrupção.

  • Vera -

    Só quer aparecer !

Ler 19 comentários