Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

PGR defende denúncia contra ex-diretor de Furnas por corrupção e lavagem

Dimas Toledo é acusado de ter recebido propina em esquema envolvendo obras de usinas que tiveram participação da estatal mineira
PGR defende denúncia contra ex-diretor de Furnas por corrupção e lavagem
Foto: Gil Ferreira/Agência CNJ

A PGR pediu que o STF mantenha a denúncia por corrupção e lavagem de dinheiro apresentada contra o ex-diretor de Furnas Dimas Toledo, apesar de a peça citar trechos da delação do ex-governador do Rio Sérgio Cabral, anulada pela corte, diz a Crusoé. A decisão cabe ao ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no tribunal.

“Antigo aliado de Aécio Neves, Dimas Toledo é acusado pela PGR de ter recebido parte dos 65 milhões de reais em propina supostamente pagos ao tucanos pelas empreiteiras Odebrecht e Andrade Gutierrez como contrapartida a obras de usinas hidrelétricas que tiveram a participação da estatal mineira.”

“Na manifestação encaminhada ao STF neste mês, a subprocuradora-geral da República, Lindôra Araújo, concorda com o pedido da defesa pela supressão das revelações de Cabral sobre Dimas Toledo, mas argumenta que o acordo de colaboração premiada é ‘apenas um dentre os fartos dados fornecidos pela denúncia’.”

Leia mais aqui. 

Mais notícias
TOPO