Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

PGR defende rejeitar interpelação de Bolsonaro sobre falas de fraudes nas eleições

Ação foi apresentada em julho pelo senador Alessandro Vieira, que considera que as alegações do colocam em risco a estabilidade democrática do país
PGR defende rejeitar interpelação de Bolsonaro sobre falas de fraudes nas eleições
Foto: Pedro França/Agência Senado

O procurador-geral da República, Augusto Aras (foto), se manifestou pela rejeição de um pedido interpelação para que o presidente Jair Bolsonaro explique as alegações sobre fraude nas eleições de 2018.

“Ante o não cabimento da interpelação judicial, manifesta-se pela negativa de
seguimento à petição”, afirmou Aras.

O pedido foi apresentado em julho pelo senador Alessandro Vieira (Cidadania), que considera que as alegações do presidente colocam em risco a estabilidade democrática do país e desqualificam a atuação das autoridades durante as eleições. Na interpelação, o senador cita o possível cometimento, por Bolsonaro, de crimes contra a honra das autoridades eleitorais e jurídica, além de crimes de responsabilidade e de prevaricação, advocacia administrativa e comunicação falsa de crime.

Segundo Aras, o parlamentar não demonstrou elementos suficientes de que a conduta descrita se amolde a quaisquer dessas infrações penais, aptos a embasar a abertura de procedimento investigativo.

Para o PGR, das falas listadas pelo parlamentar, não há conteúdo especialmente dirigido a ele que pudesse atingir diretamente sua honra, a justificar futura ação penal de iniciativa privada e uma interpelação.

“Além isso, as declarações sobre as quais o peticionário intenta ser o Chefe do Executivo instado a prestar esclarecimentos já foram objeto de representação formalizada pelo Tribunal Superior Eleitoral e acolhida pelo Ministro Alexandre de Morais no último dia 4 de agosto, para determinar a inclusão do Presidente da República como investigado no inquérito que apura a disseminação das chamadas fake news”, disse Aras.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....